fbpx
Outlab.

10 erros para NÃO cometer no seu ecommerce

9 de fevereiro de 2021

Natalia Figueiredo

10 erros para não cometer no seu ecommerce
Clique para avaliar esse post!
Total: 3 | Média: 5

Spoiler: Confiança na loja online é fundamental e aumenta a conversão

A gente já compartilhou aqui no Blog da Outlab 5 dicas para sua empresa migrar para o digital e um guia super completo de SEO para ecommerce.

Mas agora chegou a hora de analisar o que você pode estar fazendo de errado na gestão da sua loja online.

Quantas vezes o usuário em busca de um produto sai do site imediatamente justamente porque não conseguiu encontrar o que queria ou por que o ecommerce demorou demais a carregar no celular?

Iniciar uma operação de comércio eletrônico exige maturidade da marca, planejamento e cuidados para que o Google sempre o apresente a um consumidor em potencial. Sem essa atenção, a expectativa é que no longo prazo a loja não se mantenha ativa.

Administrar um ecommerce, diferente de um site institucional, requer um planejamento meticuloso nas fases de pré e pós-lançamento, além de melhorias contínuas, à medida que ele se expande.

É preciso configurar meios de pagamento seguros, informações completas sobre o produto, certificação SSL, régua de e-mails, agilidade nas transações, receber avaliações de usuários entre outros detalhes que fazem toda diferença.

Agora, confira os erros para passar longe no seu ecommerce:

Os 7 principais motivos para o fracasso de uma loja online:

  1. Ignorar o WhatsApp
    O chat mais utilizado no país e que chegou a 2 bilhões de usuários em todo mundo não pode ser ignorado na sua estratégia de relacionamento com o cliente.

    Baixe o WhatsApp Business, aqui nesse post a gente mostra como, defina etiquetas e link a ferramenta ao seu site para melhorar a interação com o cliente.

    Ah, não esqueça de monitorar as conversas que são iniciadas por lá e fazer testes de posicionamento do botão!

    como-utilizar-um-botão-de-whatsapp-noecommerce-ou-comercio-eletronico

  2. Falta de descrição, fotos e vídeos dos produtos.

    Antes de começar a configuração da sua loja, descreva com o máximo de detalhes todos os produtos que vão constar nela.

    Faça fotos e até mesmo vídeos de como utilizar o produto. Entenda como aproveitar melhor o conteúdo que você já produz para as redes sociais. Os principais e-commerces de moda globais integraram vídeos aos seus produtos há alguns anos.

    As chances de aumento na conversão chegam em até 174% com o recurso.

  3. Limitação de escalabilidade

    Tão importante quanto a apresentação da sua loja online é a capacidade do seu e-commerce. Fique atento ao servidor escolhido, ao número de produtos que a sua loja oferece e aos custos embutidos nesse processo no longo prazo.

  4. Compra não personalizada e falta confiança no site

    Os dados coletados hoje – com a aprovação do cliente – devem ser usados ao seu favor para garantir uma experiência completa e surpreendente.

    Analise os dados demográficos e mostre as promoções mais adequadas. Os consumidores adoram ver ofertas mais alinhadas com o que estão procurando. 

    Além disso certifique-se que você já tem:

    – Selos de confiança ( ebit, Reclame Aqui);
    – Selos de segurança ( McAfee, Norton, Google Safe, Let’s Encrypt);
    – Certificado SSL para ativar o cadeado HTTPS.

  5. Analytics não instalado no site

    Não é difícil encontrar uma loja operando sem o Google Analytics instalado. Os proprietários de lojas virtuais precisam avaliar seu público-alvo para auxiliar no seu processo de tomada de decisão.

  6. Gerenciamento de estoque confuso

    Se um produto está fora de estoque, ele precisa estar fora da sua loja. Frustração não é um sentimento que o usuário gostar de lidar, a menos que isso faça parte da sua estratégia.

    Incluir uma lista de espera, sugerir um produto similar ou um aviso de quando a peça voltará ao estoque são soluções práticas e interessantes.

  7. Falta de melhoria contínua

    O que passou, passou. O que era bom ontem pode não funcionar mais hoje e testes como mapa de calor e pesquisas qualitativas podem ajudar a guiar essas melhorias.

    No longo prazo, sua loja precisará de ajustes para se manter atual, a frente da concorrência e se antecipar a possíveis problemas de sobrecarga do tráfego no site.

Curtiu as dicas? Comenta aqui com a gente outras dúvidas ou ideias e vamos juntos construindo sites com experiências incríveis para os nossos clientes.

Voltar para o blog

Contato

Precisa de um projeto assim? Fale com a gente.

Solicite seu orçamento
Voltar ao topo