fbpx
Outlab.

O WhatsApp Business é uma ferramenta poderosa. Por lá, é possível criar um catálogo para exibir produtos e serviços e conectar-se com os clientes por recursos automatizados. Otimize a comunicação da sua marca utilizando os recursos da plataforma 😉

O WhatsApp é o aplicativo de mensagens mais popular do mundo. Dados apontados pela Statista mostram que 56% da população brasileira faz uso do aplicativo desde 2017. Hoje, mais de 95% dos smartphones contam com ele instalado. O WhatsApp Business surgiu da necessidade de incluir as empresas nesse processo. Por ele, é possível criar um catálogo para exibir produtos e serviços e conectar-se com os clientes por recursos automatizados.

Além de enviar e receber mensagens de texto, imagens, vídeos e até arquivos em PDF, o WhatsApp Business permite que seus usuários melhorem a forma de interagir com clientes através de ferramentas de automação e classificação de mensagens. Será que ele é a ferramenta que faltava para a sua empresa? Vamos descobrir! 


Vantagens de utilizar o WhatsApp Business


Conta comercial padrão x Conta comercial oficial

Atualmente, no WhatsApp Business, existem dois tipos de conta comercial: a padrão (confirmada) e a oficial (também conhecida como conta verificada).

Na conta comercial padrão, o nome verificado só ficará visível na visualização de contatos, em uma letra menor, enquanto todas as outras visualizações exibirão o número de telefone. Já a conta comercial oficial possui um selo verde ao lado do nome de exibição na lista dos contatos e possui o nome verificado visível na:

As duas contas permitem a utilização de todas as funções do WhatsApp Business API — você sabe o que é isso?

API do WhatsApp Business

Desenvolvida para empresas de médio e grande porte, a API do WhatsApp Business possibilita uma comunicação eficiente com clientes em todo o mundo através do WhatsApp, sempre de maneira simples, segura e confiável. Ela foi projetada para permitir que as empresas respondam às dúvidas dos clientes rapidamente ou forneçam outras informações solicitadas. 

Para utilizar a API do WhatsApp Business é necessário:


Depois dessa verificação, sua empresa será analisada em termos de conformidade com os Termos de Serviço do WhatsApp e as Políticas comerciais do WhatsApp. Se tudo correr bem, a verificação da empresa aparecerá como Verificada e o Status da conta aparecerá como Aprovado.

Por enquanto, a API é apenas para empresas de médio e grande porte. No entanto, se você tem uma pequena empresa e quer agregar ainda mais à sua comunicação pelo WhatsApp Business, é possível fazer a integração com outras ferramentas. 

Na integração com o RD Station, por exemplo, o usuário preenche alguns dados antes de iniciar a conversa, aumentando as possibilidades de relacionamento e, consequentemente, de vendas. Já o mLabs tem um caráter de organização, possibilitando gerenciar e catalogar conversas. O mais importante é que você considere esse canal como uma forma de estreitar relações com o seu cliente e facilitar o atendimento ao seu público.


Criando um catálogo no WhatsApp Business em 4 passos


Se você tem um e-commerce, criar um catálogo no WhatsApp Business pode alavancar suas vendas. Para criar o seu catálogo no aplicativo, siga os passos:

1 – Acesse as Configurações e vá em “Configurações da empresa” > “Catálogo” > “Adicionar produto ou serviço”;

2 – Clique em “Adicionar imagens” > “Nome do produto ou serviço” e defina um nome;

3 – Clique em “Preço R$” para definir um preço e em “Mais campos” para adicionar a descrição, como detalhes, código de barras, link e etc;

4 – Vá em “Salvar” o cadastro do produto ou serviço.

Prontinho! Agora é só caprichar na divulgação 💚

💡 Leia também: Passo a passo para monetizar seu canal do YouTube

Para ficar por dentro de assuntos do marketing digital, siga a Outlab. no Facebook, Instagram e LinkedIn.

Se você é criador de conteúdo e ainda está começando, provavelmente quer saber como monetizar seu canal do YouTube. Parece complicado? Vem conferir nossas dicas!

Fundada em 2005, o YouTube é uma plataforma revolucionária desde sua criação – e continua sendo a preferida para hospedar vídeos gratuitamente no mundo todo. É possível ainda ganhar dinheiro com a criação de conteúdo. Mas, você sabe como monetizar seu canal? 

O pagamento no YouTube é feito em dólares baseado na regra de CPM (custo por mil). A cada 1000 views, o youtuber pode ganhar valores entre 0,25 e 4,50 dólares. 

Seguindo essa lógica, para que um produtor de conteúdo receba uma quantia relevante, ele precisa produzir muitos vídeos por mês e garantir que cada um deles vai ter uma alta quantidade de visualizações. Vale lembrar ainda que a plataforma conta como view apenas os cliques em um anúncio e, se ele for em vídeo, um view só se completa se a pessoa assistir pelo menos 30 segundos do conteúdo.

É importante que seu canal seja atrativo, com o SEO caprichado e, claro, tenha bastante conteúdo. 

O bê-a-bá da monetização – cuidados e exigências 🔍

Ganhar dinheiro com vídeos no YouTube é o objetivo de grande parte dos criadores de conteúdo. No entanto, a missão não é tão simples quanto parece. É preciso também seguir as diretrizes de conteúdo adequado para publicidade. 

Alguns dos principais cuidados dizem respeito a:

Atualmente, existem duas maneiras de ganhar dinheiro com o YouTube: por meio do Programa de Parcerias do YouTube ou com anúncios inseridos nos vídeos. Mas, para isso, é necessário ter um canal que contemple as exigências básicas.

Monetizando o canal em 5 passos 💰

Se você já deu uma olhadinha no tópico anterior e está tudo ok com o seu canal, chegou a hora de ativar a monetização! Veja como monetizar seu canal do YouTube:

  1. Faça a sua inscrição no Google AdSense.
  2. Preencha os dados cadastrais, com o site e e-mail e aceite os termos de uso. Configure suas preferências de pagamento, assim, você terá uma conta na qual receber pelo conteúdo monetizado.
  3. Faça login no YouTube e clique na imagem do canal ou usuário no canto superior direito.
  4. Selecione a opção “Meu canal” e clique no botão YouTube Studio. No menu à esquerda, selecione “outros recursos” e, a seguir, “geração de receita”. Selecione “iniciar” para ler os termos de uso e começar o processo.
  5. Ao alcançar os pré-requisitos básicos, listados anteriormente no texto, o seu canal será automaticamente avaliado pelo YouTube. Se for aprovado, você será informado via e-mail e poderá monetizar os vídeos no momento do envio, selecionando a opção “gerar receita com meu vídeo”. Também é possível monetizar vídeos já existentes no canal por meio do Gerenciador de Vídeos.

Outras possibilidades de ganho 💡

Youtube Premium – um formato disponibilidade pela plataforma, na qual o criador de conteúdo recebe uma parte da taxa paga pelo usuário quando ele assiste os vídeos. Já para os assinantes, a assinatura do formato oferece vantagens como conteúdo sem anúncios, downloads de vídeos, exibição em segundo plano e acesso a séries e filmes originais do YouTube.

Super Chat – ao ativar essa opção, você receberá mensagens patrocinadas. Basta acessar o menu de personalização do YouTube, ir até o quadro “Super Chat” e ativá-lo. 

Ativando a visualização de produtos – acesse o YouTube Studio e clique na guia “produtos”. 

Vincule a sua loja na Teespring, especializada em produtos personalizados, ao seu canal. Monetizar seu canal do Youtube nunca foi tão fácil, não é mesmo?

⭐️ Se você quer entender mais sobre o YouTube e alavancar o seu canal, leia também o nosso artigo: Otimização para Youtube: O que fazer para bombar o seu canal?

Para ficar por dentro de assuntos do marketing digital, siga a Outlab. no Facebook, Instagram e LinkedIn.

Durante o isolamento social, o TikTok ganhou ainda mais popularidade. Contabilizando mais de 2 bilhões de downloads, a empresa lançou o TikTok for Business, um espaço exclusivo para marcas. Confira mais sobre o assunto 🧐

O Tik Tok é um aplicativo chinês que permite a reprodução de vídeos curtos. Ele foi fenômeno de downloads em 2019, atingindo a marca de mais de 1,65 bilhão de downloads desde que foi lançado e impactando até na desaceleração do crescimento de redes concorrentes, como o Instagram.

O aplicativo ganhou ainda mais popularidade durante o período de isolamento social; somente no primeiro trimestre deste ano, foram 315 milhões de instalações no mundo todo. Com isso, um novo recorde foi estabelecido: mais de 2 bilhões de downloads mundiais, segundo informações da Senso Tower.

Quem está no TikTok? 🎥 

O aplicativo possui uma faixa etária bem específica: usuários de 16 a 24 anos, a nata da Geração Z, que já representa 30% da população e deve crescer cada vez mais em importância e influência. 

Uma das características principais da GenZ é: esses jovens são menos conectados com marcas do que as gerações anteriores. Isso acontece, em parte, porque a publicidade tradicional não funciona tão bem com eles, que têm um jeito novo de se engajar. Por exemplo, 64% dos respondentes de uma pesquisa do Google disseram que gostam de um vídeo de marca quando ele é autêntico e fala a verdade sobre a empresa, ou seja, reflete a realidade.

Ou seja, antes de colocar a sua marca no Tik Tok, faça uma análise de compatibilidade: seu público está lá?  Se a sua empresa tem um perfil mais formal, com um público-alvo mais velho e com características mais sérias, investir nessa plataforma pode não trazer os resultados esperados.


O que as marcas brasileiras estão fazendo por lá? 🤔

Uma das marcas brasileiras pioneiras no TikTok é o Guaraná Antarctica, que lançou um perfil na plataforma e trabalhou com influenciadores para a produção de conteúdo mais voltado para o humor. A iniciativa, inclusive, saiu do mundo digital e contou com o lançamento de uma série de 27 latas temáticas com mensagens especiais sobre coisas que só os brasileiros sabem fazer. As latas traziam um TikTok code – espécie de QR code que, ao ser escaneado, redireciona para o perfil de Guaraná no TikTok.

A Cacau Show decidiu investir na plataforma com uma estratégia de posicionamento de marca, sem intermediários. “Pensamos em uma agenda com conteúdo bem interativo, com bastante efeitos, e sempre explorando lojas e produtos. O maior cuidado com essa rede é publicar o conteúdo correto para gerar engajamento. A reação ainda não é positiva. As pessoas acham que esse é um canal com mais foco em criadores de conteúdo do que de presença institucional de marca”, disse o coordenador de comunicação da rede, Caue Sanchez. 

Apesar de não ser brasileira, a Nestlé também inovou no aplicativo e fez o primeiro recrutamento da marca dentro da plataforma, no Brasil. O processo foi realizado internamente e o candidato ao posto de gerente de marketing da Nescau deveria criar um vídeo de até 60 segundos com uma música que o representasse, uma breve descrição pessoal, por que queria concorrer àquele cargo e o que poderia agregar à empresa.

TikTok for Business 💰

Em junho deste ano, o TikTok lançou a marca TikTok for Business – um espaço para que anunciantes e marcas divulguem ações e produtos no aplicativo. 

As aquisições de marca terão de três a cinco segundos e podem ser em formato de vídeo ou imagem. Os vídeos no feed terão até 60 segundos de duração e podem ter som ou não. Usando hashtags também é possível convidar usuários para criar conteúdo específico – além de ser possível atribuir um recurso de compras à experiência.

“Com o lançamento do TikTok for Business, decidimos abraçar os momentos criativos, positivos e reais que tornam a nossa comunidade tão especial com as soluções para empresas se conectarem e crescerem com a nossa comunidade. À medida que continuamos a construir uma plataforma em que as marcas agregam imenso valor à experiência do usuário, estamos entusiasmados por continuar investindo em soluções que dão às marcas uma plataforma para inspirar outras pessoas, serem descobertas e se conectarem com a comunidade TikTok”, disse Katie Puris, diretora de negócios globais da empresa. 

3 Vantagens de investir no TikTok for Business  💡

Disponibilidade do conteúdo – Diferente do Instagram Stories, os vídeos publicados ficam salvos no seu perfil até que você apague manualmente. Assim o algoritmo do aplicativo pode continuar entregando o seu conteúdo, mesmo muito tempo depois de ele ter sido postado.

Compartilhamento – O TikTok tem um fator de transferência de conteúdo muito grande. Os vídeos criados no aplicativo podem ser salvos no celular ou compartilhados em outros aplicativos como o Instagram, WhatsApp, Facebook, Twitter e até mesmo por QR Code.

Autoridade de nicho – Dependendo do nicho no qual você atua, existe a possibilidade de que o seu perfil seja um dos primeiros a chegar no TikTok ou até mesmo o pioneiro. No entanto, como falamos acima, pesquise o seu público-alvo e entenda se ele faz uso da plataforma. 

🔎 Leia também: E-mail Marketing: Tudo o que você precisa saber em 10 passos

O que você acha do TikTok for Business? Para ficar por dentro de assuntos do marketing digital, siga a Outlab. no Facebook, Instagram e LinkedIn.

O e-mail marketing é uma ferramenta poderosa para converter leads e manter uma relação próxima com os clientes. Veja o passo a passo para montar um e-mail de sucesso  🍀 

Existem cerca de 4,3 bilhões de contas de e-mail em todo o mundo. Estima-se que 92% das pessoas usam esse recurso, 61% delas diariamente. Além disso, 72% dos consumidores preferem o e-mail como canal de comunicação para empresas. Você já incluiu o e-mail marketing no planejamento de marketing digital da sua empresa?

O e-mail marketing possui um ROI (Retorno sobre Investimento ) médio de 380%. Uma transação originada de um disparo como esse tem até 3 vezes maior valor do que posts de redes sociais. Calcula-se ainda que 77% do ROI do e-mail marketing venha de campanhas automatizadas, mostrando a importância de investir em tecnologia para impactar seu público com envios personalizados disparados no momento certo.

Quando comparado a outras soluções do marketing, as estatísticas de email marketing são bem claras: essa é uma alternativa poderosa para as empresas obterem excelentes retornos, sem precisar gastar muito.

Quer entender mais sobre o e-mail marketing? Veja o nosso passo a passo para aumentar a conversão de campanhas e entender mais sobre o comportamento do seu consumidor.

1 – Invista em um layout atrativo 

Para obter melhores resultados, aposte no design e valorize a arquitetura da informação. Estruture imagens, vídeos e textos – é recomendável usar 40% das imagens e 60% do texto. No entanto, pense no tipo de conteúdo que você deseja disponibilizar na hora de estruturar os dados.

2 – Assunto do e-mail

De acordo com um estudo da Unbounce, 64% das pessoas abrem os e-mails por causa do assunto. E-mails com títulos atrativos têm melhores performances. Você pode optar por inserir preços, descontos ou até mesmo chamadas criativas como “HOJE tem!”. Lembre-se de dar um tom de urgência e vale também usar emojis. 

3 – CTA – Call to Action

Uma das boas práticas na construção de peças de e-mail marketing é a necessidade de um call to action nos primeiros 300 pixels. Na hora de definir o CTA, lembre-se de ser claro: o texto e o formato precisam dizer exatamente o que você quer que o usuário faça. Vale destacar o CTA com cores e inovar nos formatos.  

4 – Fidelidade

Se tem uma coisa que todo mundo AMA é ganhar brinde! Desde os cartões fidelidade aos descontos de primeira viagem, oferecer algo para atrair o cliente é uma prática antiga no mundo dos negócios. E não é diferente no e-mail marketing!

5 – Quando enviar um e-mail marketing?

A palavra certa aqui é: TESTAR! Teste o envio de e-mails em diferentes dias e horários para entender melhor sobre o comportamento do seu público. Enquanto alguns e-mails têm uma taxa de abertura maior segunda de manhã, outros podem ter ótimos resultados em um sábado à noite (deliverys de comida, por exemplo, têm alta taxa de abertura aos fins de semana). 

6 – Reengajamento

Que tal dar mais opções de engajamento ao usuário? Às vezes, ele não está tão interessado no conteúdo do seu e-mail, mas um banner mostrando um outro assunto pode ter uma alta taxa de cliques. Se estiver oferecendo produtos masculinos, experimente colocar um banner sobre produtos femininos, por exemplo. 

7 –  Valorize o Split Test

É muito importante testar o sucesso dos seus projetos, realizando os testes A/B disponibilizados pelas ferramentas de automação de e-mail marketing.

Um teste A/B é um teste que avalia apenas uma variável de cada vez. O objetivo é gerar duas versões (daí a expressão “teste A/B”) dessa variável para avaliar qual delas traz mais resultados.

Por exemplo, você pode testar dois assuntos de email diferentes para ver qual deles apresenta uma taxa de abertura maior. 

8 – Humanize o seu conteúdo

A caixa de entrada  do usuário é um lugar íntimo, mais usado para uma conversa pessoal, portanto sua presença por lá é um privilégio. Humanize o conteúdo do seu e-mail e crie intimidade com o cliente. Entenda as dores do seu público e fale de maneira que ele se sinta acolhido pelo seu serviço.

9 – Ofereça downloads

E-mails com downloads empoderam o leitor a tomar alguma ação e, mais do que isso, permitem que ele dê um próximo passo no relacionamento com a empresa. No entanto, lembre-se: não envie anexos. Ofereça downloads de arquivos na nuvem, tá bem? 

10 – Contrate um profissional

O e-mail marketing deve fazer parte do planejamento digital do seu negócio. Ele é uma peça chave fundamental, mas deve está devidamente alinhado com outras estratégias. É preciso expertise para usá-lo com sabedoria e converter os leads que você almeja.

Para conquistar resultados assertivos, o ideal é contratar um profissional. E é claro que você pode contar com a gente!  Vamos juntos potencializar o e-mail marketing no seu negócio?

💡 Leia também: Acessibilidade: devo utilizar #pracegover ou Texto Alternativo no Instagram?

Gostou das nossas dicas? Para ficar por dentro de assuntos do marketing digital, siga a Outlab. no Facebook, Instagram e LinkedIn.

Suas redes sociais são acessíveis? Vejas as nossas dicas para criar um bom Texto Alternativo e trabalhar a inclusão 😎

No mundo, existem hoje mais de 285 milhões de pessoas cegas e só no Brasil 6,5 milhões. Já parou para pensar que essas pessoas também estão online? E elas merecem a nossa atenção. 

Pessoas com deficiências visuais utilizam programas de leitores de tela que transformam informações visuais de computadores, tablets e smartphones em áudio. No entanto, para que as imagens sejam reproduzidas é necessário que elas sejam descritas. A hashtag #PraCegoVer e o recurso de Texto Alternativo cumprem o papel de torná-las acessíveis. 

No passado – longínquo tempo de 2012 – eram utilizadas hashtags como #timelineacessível, #acessível, #acc, ou #PraCegoVer. Com o passar dos anos, as principais redes sociais, seguidas pelo Instagram, lançaram o Texto Alternativo: uma forma automática de descrever as imagens. 

Quer entender mais sobre essas opções de acessibilidade e saber qual é a ideal para a sua conta? Vem com a Outlab. 💚

#PraCegoVer 🧐

Pessoas com deficiências visuais usam leitores de tela com tecnologia assistiva como o Voice Over (iOS) e TalkBack (Android) para conseguir ler textos nas redes sociais. A tecnologia, porém, esbarra nas imagens e vídeos, já que não há uma forma precisa de identificar o que há no conteúdo e repassar para o usuário.

Para contornar esse problema dos sistemas, os perfis nas redes sociais passaram a adotar a hashtag #PraCegoVer, uma descrição precisa das imagens e vídeos de uma publicação, para que os leitores de tela conseguissem passar um conteúdo mais completo para o usuário. Inclusão que chama, né?

O que é o Texto Alternativo? 🤔

No fim de 2018, o Instagram anunciou que ficaria mais acessível com o recurso dos Textos Alternativos nas imagens, para ouvir descrições de fotos do Feed, Explorar e do Perfil através dos leitores de tela.

O Texto Alternativo é um velho conhecido na Web, utilizado para substituir uma imagem quando ela não é carregada e também pra que seja reproduzidas em programas leitores de telas a pessoa com deficiência. Além de ser um avanço em termos de acessibilidade, o recurso também pode ajuda com o algoritmo da plataforma e até com o SEO! 

Passo a passo para usar o Texto Alternativo 🔎

O sistema utilizado, de acordo com o Instagram, já cria textos descritivos automaticamente para as imagens e vídeos, de acordo com reconhecimento de objetos. No entanto, isso é feito de forma genérica. Você pode aprimorar essa descrição e valorizar  ainda mais o seu conteúdo.

Na hora de compartilhar sua foto, basta ir em Configurações Avançadas > Escrever Texto Alternativo > Concluir

Passo a passo para incluir o texto alternativo no seu instagram

3 dicas para criar um Texto Alternativo perfeito 💡

Use palavras completas – Abreviar palavras não é uma boa opção ao escrever textos alternativos. Fazendo isso, você pode acabar “quebrando” os leitores de tela e oferecendo uma experiência ruim para as pessoas com deficiência visual. Não poupe esforços em fazer uma descrição precisa e, claro, com palavras completas.

Palavras-chave são bem-vindas – O texto alternativo do Instagram pode te ajudar a ser encontrado em pesquisas no Google. Por isso, sempre que possível, inclua palavras-chaves contextualizadas na descrição do conteúdo alternativo.

Descreva os textos da imagem – Se a sua imagem possui algum texto, também é necessário descrevê-lo. Por exemplo: mulher segurando uma placa amarela onde é possível ler “Acessibilidade e Inclusão importam!”.

#valelembrar: Com o recurso do Texto Alternativo, a hashtag #PraCegoVer perdeu sua usabilidade. No entanto, ela ainda é válida para as plataformas que não oferecem essa opção. As redes Facebook, Twitter e LinkedIn também já possuem a função de Texto Alternativo.


🤓 Leia também: O que é Inbound Marketing? Saiba tudo sobre a estratégia ideal para conseguir leads qualificados

Fácil e mais efetivo! E você já utilizou essa atualização? Quer tornar a sua rede social ou o seu site mais acessível? Entre em contato com a gente!

Que tal aplicar o Inbound Marketing na sua empresa? Entenda como acompanhar o comportamento do seu consumidor e encantar seus clientes 🤩

O Inbound Marketing ou Marketing de Atração é uma concepção do marketing focada em atrair, converter e encantar clientes. Ele é calcado em três pilares: Marketing de Conteúdo, SEO e Estratégias nas redes sociais. O que torna essa estratégia tão característica – e assertiva – é o foco na construção de uma relação com o cliente.

Por exemplo, digamos que você tenha um e-commerce de roupas. Todos os dias você faz posts nas redes socais e fala sobre como sua loja é bacana e tem roupas incríveis. Mas, veja bem, somos bombardeados todos os dias por conteúdos infinitos, de todos os lados. Nas redes sociais então, esse ritmo é muito mais acelerado. Você precisa se destacar.

Então, você decide criar um conteúdo mais personalizado para o seu público-alvo. Entende as dores do seu nicho e começa uma relação com ele, humanizando e enriquecendo a voz da sua loja. A venda é objetivo final, mas encantar o cliente (e o possível cliente) é igualmente importante. Isso é Inbound Marketing.

A origem do Inbound Marketing 📔

O termo começou a ser usado a Brian Halligan, cofundador da empresa Hubspot, com o lançamento do livro “Inbound Marketing: seja encontrado usando o Google, a mídia social e os blogs”, em 2009. 

Porém, segundo o guru americano Peter Druker, os princípios do Inbound Marketing já se desenvolvem há décadas e tem sua fundação principal no conceito de Seth Godin, o Marketing de Permissão, presente no livro “Permission Marketing” de 1999.

O Marketing de Permissão é uma modalidade de marketing que trabalha diretamente com o consentimento do cliente. Ou seja, só há comunicação com o consumidor após receber uma autorização explícita para isso. Esse comportamento é desejável para qualquer negócio e, obviamente, é estimulado e provocado.

Inbound Marketing x Outbound Marketing 🤔

A diferença entre esses dois conceitos está na estratégia para conquistar a atenção do cliente em potencial.

O Outbound Marketing costuma interromper o fluxo da experiência do usuário. Aqui, o custo das ações é mais alto e nem sempre é possível medir com precisão o alcance de cada ação.

Já no Inbound, a ideia é tornar a experiência do usuário ainda melhor e mais completa. Aqui, entendemos que oferecer informações relevantes, originais e interessantes, possibilita chamar a atenção do cliente para a marca, sem causar nenhum incômodo. O custo do Inbound Marketing é menor e os resultados podem ser medidos de forma rápida e eficaz, através das métricas. 

Saiba qual a diferença entre Outbound Marketing e Inbound Marketing

O passo a passo do Inbound Marketing 📌

O Inbound Marketing tem quatro etapas:

1 – Atrair: Primeiro, você precisa conseguir tráfego qualificado para os seus canais digitais. Aqui, priorizamos a tarefa de transformar estranhos em visitantes regulares, por meio de conteúdo relevante. Ferramentas: blog, site, redes sociais e SEO.

2 – Converter: Atraindo um grande número de visitantes, você deve converter o máximo deles em leads (oportunidades reais de venda). Ferramentas: landing pages, formulários, Call to Action (CTA), CRM e CRO.

3 – Vender: Nutrindo os seus leads com conteúdo, você conseguirá avaliar quem está no estágio certo do funil para fechar a venda. Práticas: automação de marketing, e-mail marketing e nutrição de leads.

4 – Encantar: Uma nova jornada começa após a compra. É preciso encantar esse cliente para que ele se torne um promotor da sua marca e atraia mais clientes para o seu negócio. Práticas: sucesso do cliente, relacionamento ativo, conteúdo avançado de pós-venda.

Passo a passo do inbound marketing

3 dicas para incluir o Inbound Marketing na rotina do seu negócio  💡

Agora que você já sabe como o Inbound funciona e o quanto ele é importante para que a sua marca tenha destaque no mercado, que tal começar a aplicá-lo na empresa? Veja 3 #dicasdeouro preparadas pelo nosso time:

Newsletter – Informativas ou promocionais, as newsletters são muito importantes no marketing de uma empresa. Uma ótima maneira de manter o contato e nutrir os leads, elas podem ser utilizadas de diversas formas: um resumo semanal com os principais artigos do blog, principais promoções do mês ou aviso sobre brindes e eventos.

Blog – Uma das formas mais eficientes de encontrar um cliente em potencial, é no blog que você pode aplicar as estratégias de SEO, favorecendo sua marca em buscadores como o Google.

E-books – A estratégia de oferecer material gratuito em troca de um endereço de e-mail é muito comum no Inbound Marketing. Esse contato inicial abre portas para todas as outras estratégias e, principalmente, mostra que o lead se interessa no que sua empresa tem para oferecer.

🤓 Leia também: O que é SEO? O guia definitivo para ranquear bem o seu site

Quer montar uma estratégia de Inbound Marketing para a sua empresa e se destacar no mercado?

Tem um varejo online, mas ainda não sabe como alavancar as vendas? Saiba mais sobre as técnicas de SEO e como elas podem posicionar a sua marca no Google 🚀

A pandemia do novo coronavírus mudou o hábito de consumo dos brasileiros, aumentando a demanda por compras online. De acordo com o Compre&Confie, o e-commerce no Brasil cresceu 71%, faturando R$ 27,3 bilhões. O estudo compara o período de 24 de fevereiro a 24 de maio deste ano com o mesmo intervalo em 2019.

No entanto, ter um varejo online não significa necessariamente faturar mais. Afinal, você precisa ser visto. O que talvez você não saiba, é que a melhor forma disso acontecer é investir em SEO (Search Engine Optimization) parao seu e-commerce.

Quanto mais usuários verdadeiramente interessados no que você oferece, maior é a possibilidade de ver as taxas de conversão subirem! Mas, como isso acontece? Confira mais sobre as técnicas de SEO e como ela pode revolucionar o seu e-commerce.

O que é SEO e por que ele é importante? 🤔

SEO é uma otimização para os motores de busca, isto é, um conjunto de técnicas que influenciam os algoritmos dos buscadores a definir o ranking de uma página para determinada palavra-chave que foi pesquisada.

Se você vende roupas no Rio de Janeiro, por exemplo, é possível usar técnicas de SEO para que, quando as pessoas busquem pelo termo “roupas rj” no Google, seu site apareça nos primeiros resultados.

Otimizações em SEO oferecem melhores taxas de retorno do seu investimento em publicidade, já que as técnicas utilizadas atuam no momento em que as pessoas estão procurando por seu serviço ou produto.

SEO x Conteúdo 🧐

Enquanto o marketing de conteúdo foca em entregar conteúdos assertivos e relevantes para o seu público-alvo, o SEO faz com que esses materiais sejam encontrados no Google de forma mais fácil, destacando você da concorrência.

A cada dia, o Google – e outros buscadores – focam em priorizar a experiência do usuário. Ou seja, sem um conteúdo útil e relevante, não adianta só usar a palavra-chave mais adequada ao seu texto. Inclusive, você pode acabar chegando ao efeito contrário e ser punido pelo uso de práticas ruins.

Então, se você tem um e-commerce, é necessário, o quanto antes, alinhar as duas estratégias no seu planejamento de marketing digital. 

3 motivos para investir em SEO para e-commerce 😉

Credibilidade – Aplicando as estratégias de SEO no seu conteúdo, é melhorar a autoridade da sua página. E essa autoridade posicionará melhor o seu produto/serviço no Google, gerando mais confiança por parte do seu público.

Vendas – Mais visibilidade significam mais vendas em potencial. A otimização do SEO, permite que as pessoas que chegam até o seu produto, são as que realmente tem intenção de compra.

Tráfego –  O SEO pode fornecer ainda outras informações sobre as vendas. É possível determinar qual a palavra-chave que levou seu cliente a compra, os dados demográficos de possíveis clientes e até o que o cliente procurava antes de finalizar a compra.Você entenderá melhor quais conteúdos funcionam melhor para atrair mais visitantes. 

Passo a passo para aplicar SEO no seu e-commerce 🤩

Palavras-chave – Usar as palavras-chave no seu site torna o seu conteúdo visível para os usuários que fazem buscas no Google. Para escolher a palavra-chave ideal pesquise no Google Trends pelos termos mais buscados.

#dica: tente usar palavras-chave para os diferentes estágios do funil de vendas.

Título das páginas – Depois de escolher as palavras-chave, coloque-as de forma inteligente na sua página, para que o Google entenda qual é o seu assunto principal. 

#dica: o título (tag <title>) é o carro-chefe do SEO On Page, então a palavra-chave deve aparecer nele.

Subtítulos – Os subtítulos (tags <h1>, <h2>, <h3> etc.) são marcações no código que identificam a hierarquia entre os títulos e intertítulos da página.

O h1 geralmente tem o mesmo texto do título. Já o h2, h3 e assim por diante identificam os intertítulos, onde você pode destacar palavras-chave relacionadas.

Meta descrição – É o texto descritivo que acompanha o título da página nos resultados da busca do Google. Utilize esse conteúdo como um pequeno anúncio da página.

URLs amigáveis – Prefira sempre uma estrutura de URLs simples e compreensível, que descreva claramente o conteúdo da página e, se possível, a categoria em que está inserida. 

Links internos – Um dos principais fatores que o Google considera para entender a relevância de uma página é a linkagem interna. Quanto mais links de qualidade receber, mais importante ela será e melhor aparecerá nos resultados.

Essas são dicas básicas para você organizar melhor o seu conteúdo e alcançar melhores posições no Google. No entanto, se você quer entender melhor sobre SEO e fazer uma avaliação do ranqueamento do seu site, entre em contato com a gente!

🤓 Leia também: Propout: saiba como criar uma proposta comercial online e inteligente

Gostou das nossas dicas? Tem alguma dúvida em SEO? Deixe nos comentários! 🙃

Esse mês, o WhatsApp anunciou uma nova função: a possibilidade de enviar ou receber dinheiro pelo aplicativo. Saiba se o procedimento é para você e confira dicas para não cair em fraudes 🧐

Atualizado em: 10 de Julho de 2020

Em 23 de Junho, o Banco Central anunciou que o WhatsApp Pagamentos deverá ser suspenso em todo o Brasil: a instituição pretende “avaliar eventuais riscos” e teme que, sem uma análise prévia, a novidade poderia causar “danos irreparáveis” à concorrência e à privacidade.

Já em 7 de Julho, como medida para tentar fazer com que o WhatsApp Pay volte a operar no Brasil, a Mastercard e a Visa protocolaram uma proposta de retorno junto ao Banco Central (BC). No entanto, ainda não há um prazo específico para que o documento seja aprovado e o sistema liberado para funcionar.

O mês de Junho teve um marco na história do Facebook. Buscando manter-se como a rede social mais usada no mundo, a empresa lançou o seu próprio sistema de pagamento, o Facebook Pay, que promete facilitar pagamentos em todas as redes sociais e aplicativos que pertencem ao grupo, como WhatsApp e Instagram. Por hora, o sistema estará disponível apenas no Facebook e no Messenger. Com ele, os usuários poderão comprar ingressos, arrecadar fundos e até enviar dinheiro para amigos.

O Facebook Pay pode ser configurado em cada app de uma vez ou ativado em todos ao mesmo tempo. A ferramenta suporta a maioria dos principais cartões de crédito e débito, assim como o PayPal. 

A plataforma completa ainda não tem dada para ser disponibilizada no Brasil. No entanto, o WhatsApp contou, por um determinado período, com a função de pagamento pelo aplicativo – até ser suspenso pelo Banco Central. Inicialmente, a novidade esteve disponível para clientes do Banco do Brasil, Nubank e Sicredi com cartão de crédito ou débito; as transações eram processadas pela Cielo. O Facebook anunciou ainda que a funcionalidade seria liberada de forma gradual e estaria disponível futuramente para todos os usuários no Brasil.

Como funciona o WhatsApp Pay?

Basicamente, o usuário precisava cadastrar seu cartão na plataforma Facebook Pay e escolher uma senha numérica (PIN) de seis dígitos como proteção. Também era possível usar biometria, como leitor de digitais e reconhecimento facial, para autorizar transações. Então, usuários poderiam enviar dinheiro sem pagar taxas. Para isso, era necessário que seu contato estivesse cadastrado no Facebook Pay para receber o dinheiro.

Empresas que usavam o WhatsApp Business também poderiam participar dessa plataforma, mediante uma taxa de processamento de 3,99% para receber pagamentos de clientes.

Enviando dinheiro

WhatApp Pay permite enviar e receber pagamentos pelo aplicativo.
Foto: Divulgação

Recebendo pagamentos

Segurança

Em termos de segurança, o Whatsapp tem se tornado foco de golpes que clonam o app do usuário para pedir dinheiro a amigos. Com a possibilidade de fazer transações, esse tipo de procedimento abre espaço para acesso indevido aos recursos movimentados pela pessoa pelo aplicativo. Por isso, vale redobrar a atenção com a segurança do smartphone.

Existe segurança ao enviar dinheiro pelo WhatsApp? Basicamente, sim, desde que se tome os cuidados necessários para não ser vítima de fraudes ou expor dados pessoais na internet, facilitando golpes e roubo da conta.

Segundo o site Tecnoblog, apesar de não haver criptografia de ponta a ponta — como ocorre nas mensagens —, o WhatsApp afirma que os dados serão armazenados e criptografados em um sistema avançado, por meio de uma rede separada da conta do usuário e altamente segura.

Isso porque os bancos também precisam ter acesso às informações para que as transações sejam efetuadas, mas as mensagens de texto, imagens e outros dados continuam criptografadas, permitindo que só as duas pessoas (ou mais, em caso de grupos) tenham acesso àquele conteúdo.

3 dicas para evitar fraudes no WhatsApp

Para evitar que sua conta de WhatsApp seja vítima de clonagem por meio do SIM swap — prática que faz com que a conta no aplicativo seja instalada em outro celular – veja as nossas dicas:

1 – Desconfie de mensagens que possuam erros ortográficos ou gramaticais e que peçam que você toque em um determinado link para obter alguma vantagem. Não responda mensagens que pedem informações pessoais como: número de cartão de crédito, conta bancária, data de aniversário, senha etc;

2 – Links sugeridos (e encurtados) são perigosos, podem levar a sites falsos, formulários maliciosos, instalação de APKs não solicitados ou até arquivos executáveis .exe e plugins em caso de uso do WhatsApp Web, no computador;

3 – Evite configurar um código muito óbvio, como uma sequência como “123456” ou “987654” ou até mesmo números do seu cotidiano, a exemplo da data de nascimento ou números de telefone.

Leia também: Propout: saiba como criar uma proposta comercial online e inteligente

E você, o que achou da nova funcionalidade? Tem algum receio de fazer esse tipo de pagamento? Deixe nos comentários!

Uma boa proposta comercial é fundamental para converter prospects em clientes. Veja nossas dicas para criar uma proposta eficaz e conheça também o nosso gerador de propostas online, o Propout 🍀

A gente sabe que a trajetória de um profissional até conquistar e fidelizar um cliente não é fácil. Por isso o contato comercial é um momento muito importante para qualquer empresa. 

Seja por meio de um vendedor, representante ou empresário, é no contato comercial que iniciam os laços entre cliente e prestadores de serviço. A partir do envio de uma proposta vão ser apresentadas todas as informações sobre o produto ou serviço, como prazo de entrega, facilidades na forma de pagamento e etapas do projeto. Com uma proposta detalhada e padronizada é possível melhorar as chances de converter prospects em clientes em até 45%.

O passo a passo para construir uma proposta comercial pode ser resumido em sete etapas:

  1. Domínio do negócio e seu público alvo;
  2. Conhecimento sobre o cliente que está sendo prospectado;
  3. Objetivo da proposta;
  4. Formato e linguagem da apresentação;
  5. Planejamento de conteúdo;
  6. Montagem da apresentação;
  7. Follow up (Acompanhamento).

Tendo esses pontos bastante claros na sua empresa. Que tal criar uma proposta comercial que convencerá seus clientes e aumentará as vendas? Vem ver as nossas dicas!

Propout: propostas rápidas e personalizadas

Agora que você já sabe o que não pode faltar na sua proposta comercial, como enviá-la? Você já parou para pensar quantas propostas na sua empresa são negadas ou aprovadas por mês? Quantas precisam fazer aquele follow up? É difícil fazer essa mensuração? Calma! Apresentamos o nosso gerador de propostas: o Propout. 

Com essa ferramenta, você gastará menos energia em atividades operacionais para dedicar mais tempo ao seu cliente e sua empresa. Escalar o crescimento de uma empresa só é possível quando conseguimos focar e planejar o que realmente importa, automatizando tarefas. Com o propout, você consegue:

Por que usar uma ferramenta para geração de propostas?

Quer contar com o nosso gerador de propostas e facilitar a vida na sua empresa?

5 dicas para fazer uma proposta comercial eficaz e assertiva

A apresentação da proposta é o ponto principal. Defina o design, inclua sua logo e identidade. O cliente receberá por e-mail ou presencialmente? Saiba avaliar se a solução apresentada está alinhada com as diretrizes do cliente e, claro, da sua empresa. Os detalhes fazem toda a diferença!

Uma proposta comercial de sucesso contém:

1. Problema e objetivo

Lembre-se de deixar bem claro o problema do cliente, assim, ele saberá que você se interessou e ouviu sobre suas dores. Vale também ressaltar o objetivo da sua proposta em uma frase, como “Triplicar o número de seguidores nas redes sociais em X meses”. Uma frase mais vaga como “Proposta de Crescimento de Redes Sociais” vamos combinar que não é tão atrativa, né?

2. Cenário atual x ideal

Um comparativo das atividades atuais x as atividades ideais. Será que as redes sociais crescerão se o cliente continuar com o mesmo conteúdo feito atualmente? Avalie o que precisa ser mudado e o que seria um cenário ideal para que o objetivo fosse alcançado.

3. Análise de concorrentes

Não deixe de fora uma avaliação minuciosa sobre o mercado e os principais concorrentes. Uma forma de dar senso de urgência para a sua proposta é mostrar as ações efetivas da concorrência.

4. Plano de ação 

Detalhe as atividades necessárias para que o objetivo do cenário ideal seja cumprido. Aproveite para alinhar as expectativas e mostrar o planejamento de datas: quando cada tarefa começará e terminará. Enumere as suas entregas.

5. Investimento

Não tenha vergonha – ou medo – de dizer quanto custa o seu trabalho. É recomendado também não deixar essa informação por último: mais vale o cliente saber quanto custará e passar por toda a apresentação, sabendo os serviços que estão inclusos, do que ser surpreendido com o valor no final. 

Lembre-se sempre que é preciso ser visto como investimento — e como todo investimento espera-se um retorno. 

Leia também: Por que fazer um Podcast? Saiba como o audio marketing pode beneficiar a sua marca

Como as propostas são feitas na sua empresa? Quer saber mais sobre o Propout? Entre em contato ou deixe nos comentários!

Os podcasts são um sucesso! A mídia é um forte aliado dos conceitos de audio marketing e do marketing de conteúdo. Confira nosso passo a passo sobre o assunto 😎

Muito provavelmente você acompanha (ou já ouviu falar sobre) podcasts. Um formato de mídia muito semelhante a um programa de rádio, porém, que funciona on demand. Ele pode ser ouvido quando e onde a gente quiser. E em vez de sintonizar em uma estação de rádio, a gente acha na internet. De graça.

Sejam eles temáticos, históricos, em forma de debate ou simplesmente uma conversa, a praticidade de poder ouvi-lo em qualquer lugar, fez com o que podcast ganhasse muito espaço no Brasil. O formato é um forte aliado do conceito de audio marketing, representando uma boa oportunidade de comunicação, com a proposta de levar mais informação, educar o público, além de produzir materiais que sejam criativos e entretenham, em formato de áudio.

Podcasts no Brasil 💛💚

Segundo o site Curso de Podcast, o primeiro podcast brasileiro surgiu em 2004, quando Danilo Medeiros criou o podcast Digital Minds, que surgiu como parte do blog de mesmo nome. Esse não foi o primeiro blog a disponibilizar arquivos de áudio para download, mas o primeiro a fazê-lo através do podcasting.

Em 2005 foi organizada a primeira edição da Conferência Brasileira de Podcast (PodCon Brasil), evento brasileiro dedicado exclusivamente ao assunto, organizado por Ricardo Macari e patrocinado pelo podcaster Eddie Silva e pela cervejaria Kaiser. Durante o evento, foi organizada a Associação Brasileira de Podcast (ABPod).

A partir de 2008, quando o Prêmio iBest, então um dos principais prêmios brasileiros voltados à internet, incluiu a categoria “podcast” para julgamento exclusivo por voto popular, o podcast ganhou ainda mais força, dando origem a diversos programas. Vale lembrar que o Nerdcast – um dos mais famosos do país – ganhou o prêmio na época.

Por que fazer um podcast?  💡

Gerar  e compartilhar conteúdo

O podcast é uma maneira criativa de fazer Marketing de Conteúdo, principalmente quando o consumidor é bastante exigente, consumindo novos formatos de mídia, buscando por conteúdo de valor. Se o seu público tem uma rotina intensa, essa é a forma certa de compartilhar informações, pois é possível ouvir a qualquer hora do dia e em locais como trânsito, transporte público ou durante as tarefas do dia a dia.

Aumentar a credibilidade

Os consumidores estão sempre atentos às notícias de seu interesse. Por isso, a busca por podcasts que oferecem conteúdos aprofundados aumentam a cada dia. Levar informação para o cliente, que está cada vez mais empoderado com a internet e a tecnologia, traz mais credibilidade para a sua marca. Além disso, entregando um conteúdo relevante, você ainda fideliza esse público, gerando valor e posicionando sua marca no mercado.

Leads!

Na hora de divulgar o podcast, você pode fazer com um site ou uma landing page, além das redes sociais, claro. Com isso, você pode manter ativa a comunicação com a sua base de clientes e leads, que já conhecem o seu negócio. Você pode realizar campanhas de e-mail marketing, por exemplo.

Como ouvir um podcast? 🙉 

7 Podcasts que você precisa conhecer! 🤩

Fizemos uma listinha com nossos podcasts preferidos, para você ouvir! Depois, vem dizer pra gente o que achou das indicações, tá bem? O dream team de podcasts da Outlab é: 

Notícias e análises de segunda a sexta de forma leve e simples sobre os assuntos do momento no Brasil e no mundo.

Podcast semanal com assuntos do momento (e polêmicos) debatidos com profundidade, empatia e bom humor 😅

Conversas com líderes, fundadores de startups e empresas inovadoras.

O podcast mais maluco da internet! Cinema, Games, HQ e cultura nerd / geek!

Assuntos do momento, bafos da internet, histórias, games e dicas! Um programa para a gente se divertir horrores juntos!

Discussões sobre tecnologia, programação, design, startups e as últimas tendências.

O mais escutado podcast de futebol americano do Brasil, semanalmente com Antony Curti e Deivis Chiodini.

Leia também: 10 ferramentas para aumentar a produtividade do seu home office

E você, ouve algum podcast? Tem algum pra indicar pra gente? Deixe nos comentários!

As 5 principais tendências de marketing digital para 2021

15 de outubro de 2020

Raomi Pani

Duas imagens da Lu da Magalu do Instagram @magazineluiza

O ano de 2020 acelerou as expectativas e perspectivas do mercado de marketing digital no Brasil (e no mundo). 🌎 Em menos de três meses, empresas de todos os segmentos e tamanhos precisaram encontrar seu espaço na internet, o home office se apresentou como uma realidade inevitável e eventos ao vivo com milhões de espectadores […]

Continue a ler

WhatsApp Business: saiba como utilizar o serviço para otimizar a comunicação da sua empresa

17 de setembro de 2020

Nathanna Alves

saiba como usar o whatsapp business na comunicação da sua empresa

O WhatsApp Business é uma ferramenta poderosa. Por lá, é possível criar um catálogo para exibir produtos e serviços e conectar-se com os clientes por recursos automatizados. Otimize a comunicação da sua marca utilizando os recursos da plataforma 😉 O WhatsApp é o aplicativo de mensagens mais popular do mundo. Dados apontados pela Statista mostram […]

Continue a ler

Passo a passo para monetizar seu canal do YouTube

2 de setembro de 2020

Nathanna Alves

saiba como monetizar seu canal do youtube

Se você é criador de conteúdo e ainda está começando, provavelmente quer saber como monetizar seu canal do YouTube. Parece complicado? Vem conferir nossas dicas! Fundada em 2005, o YouTube é uma plataforma revolucionária desde sua criação – e continua sendo a preferida para hospedar vídeos gratuitamente no mundo todo. É possível ainda ganhar dinheiro […]

Continue a ler

TikTok for Business: vale a pena investir?

20 de agosto de 2020

Nathanna Alves

saiba mais sobre o tiktok for business e saiba se vale a pena investir

Durante o isolamento social, o TikTok ganhou ainda mais popularidade. Contabilizando mais de 2 bilhões de downloads, a empresa lançou o TikTok for Business, um espaço exclusivo para marcas. Confira mais sobre o assunto 🧐 O Tik Tok é um aplicativo chinês que permite a reprodução de vídeos curtos. Ele foi fenômeno de downloads em […]

Continue a ler

E-mail Marketing: Tudo o que você precisa saber em 10 passos

13 de agosto de 2020

Nathanna Alves

tudo o que você precisa saber para fazer um e-mail marketing de sucesso

O e-mail marketing é uma ferramenta poderosa para converter leads e manter uma relação próxima com os clientes. Veja o passo a passo para montar um e-mail de sucesso  🍀  Existem cerca de 4,3 bilhões de contas de e-mail em todo o mundo. Estima-se que 92% das pessoas usam esse recurso, 61% delas diariamente. Além […]

Continue a ler

Acessibilidade: devo utilizar #pracegover ou Texto Alternativo no Instagram?

6 de agosto de 2020

Nathanna Alves

saiba como usar o texto alternativo do instagram

Suas redes sociais são acessíveis? Vejas as nossas dicas para criar um bom Texto Alternativo e trabalhar a inclusão 😎 No mundo, existem hoje mais de 285 milhões de pessoas cegas e só no Brasil 6,5 milhões. Já parou para pensar que essas pessoas também estão online? E elas merecem a nossa atenção.  Pessoas com […]

Continue a ler

O que é Inbound Marketing? Saiba tudo sobre a estratégia ideal para conseguir leads qualificados

30 de julho de 2020

Nathanna Alves

saiba o que é inbound marketing e como aplicá-lo na sua empresa

Que tal aplicar o Inbound Marketing na sua empresa? Entenda como acompanhar o comportamento do seu consumidor e encantar seus clientes 🤩 O Inbound Marketing ou Marketing de Atração é uma concepção do marketing focada em atrair, converter e encantar clientes. Ele é calcado em três pilares: Marketing de Conteúdo, SEO e Estratégias nas redes […]

Continue a ler

O que é SEO? O guia definitivo para ranquear bem o seu site

20 de julho de 2020

Natalia Figueiredo

SEO o guia definitivo

Search Engine Optimization ou SEO (para os íntimos) é um conjunto de técnicas e estratégias para garantir um bom ranqueamento nos mecanismos de busca. Potencializando o alcance do seu produto ou conteúdo para conversões, que podem ser leads, compras, um envio de formulário, agendamento de consulta ou outra finalidade do seu negócio. Hoje, o buscador […]

Continue a ler

Otimização para o Youtube: o que fazer para bombar o seu canal?

14 de julho de 2020

outlab

confira dicas de SEO para youtube

 Você precisa de dicas para renovar seu canal, ganhar novos inscritos e rentabilizar sua produção? Confira o manual preparado pela Outlab. com estratégias para aumentar o número de views 🧐 Redes sociais como Facebook e Instagram estão tentando oferecer plataformas de vídeo melhores, mas sabemos que a referência nessa área é o YouTube. De acordo […]

Continue a ler

SEO para e-commerce: o guia definitivo para quem quer vender mais com o Google

6 de julho de 2020

Nathanna Alves

Marketing Digital

Tem um varejo online, mas ainda não sabe como alavancar as vendas? Saiba mais sobre as técnicas de SEO e como elas podem posicionar a sua marca no Google 🚀 A pandemia do novo coronavírus mudou o hábito de consumo dos brasileiros, aumentando a demanda por compras online. De acordo com o Compre&Confie, o e-commerce […]

Continue a ler

WhatsApp Pay é seguro? Saiba mais sobre a funcionalidade de pagamento do aplicativo.

23 de junho de 2020

Nathanna Alves

WhatsApp Pay, conheça a nova funcionalidade de pagamento do aplicativo

Esse mês, o WhatsApp anunciou uma nova função: a possibilidade de enviar ou receber dinheiro pelo aplicativo. Saiba se o procedimento é para você e confira dicas para não cair em fraudes 🧐 Atualizado em: 10 de Julho de 2020 Em 23 de Junho, o Banco Central anunciou que o WhatsApp Pagamentos deverá ser suspenso em todo o Brasil: […]

Continue a ler

Propout: saiba como criar uma proposta comercial online e inteligente

17 de junho de 2020

Nathanna Alves

Como fazer uma proposta comercial online

Uma boa proposta comercial é fundamental para converter prospects em clientes. Veja nossas dicas para criar uma proposta eficaz e conheça também o nosso gerador de propostas online, o Propout 🍀 A gente sabe que a trajetória de um profissional até conquistar e fidelizar um cliente não é fácil. Por isso o contato comercial é […]

Continue a ler

Por que fazer um Podcast? Saiba como o audio marketing pode beneficiar a sua marca

27 de maio de 2020

Nathanna Alves

Saiba como fazer um podcast pode beneficar sua marca e alavancar seu negócio

Os podcasts são um sucesso! A mídia é um forte aliado dos conceitos de audio marketing e do marketing de conteúdo. Confira nosso passo a passo sobre o assunto 😎 Muito provavelmente você acompanha (ou já ouviu falar sobre) podcasts. Um formato de mídia muito semelhante a um programa de rádio, porém, que funciona on […]

Continue a ler

10 ferramentas para aumentar a produtividade do seu home office

19 de maio de 2020

Nathanna Alves

Confira nossas dicas paara ter um home office produtivo

O que para alguns é sinônimo de tranquilidade, para outros, manter a rotina de trabalho em casa pode ser difícil. Precisa de um home office mais produtivo? Confira nossas dicas! ⭐️ O home office já era uma grande tendência para 2020. Com a pandemia de coronavírus, esse modelo de trabalho passou rapidamente a fazer parte […]

Continue a ler

Vale a pena fazer live no YouTube, no Instagram ou no Facebook?

6 de maio de 2020

Nathanna Alves

Saiba quais são os segredos de uma live de sucesso

As lives são o novo fenômeno digital. Você sabia que uma transmissão online pode posicionar positivamente a sua marca no mercado? Veja as nossas dicas para uma live de sucesso! 🤩 Em meio à pandemia de coronavírus e o isolamento social, as formas de consumo e de entretenimento foram modificadas. Os recursos tecnológicos ganharam ainda […]

Continue a ler

Instagram Analytics: 7 métricas para calcular o seu ROI

17 de abril de 2020

Nathanna Alves

Conheça algumas métricas do Instagram Analytics para calcular o seu ROI

Você sabe tudo de Instagram Analytics? Que tal conhecer algumas métricas relevantes para dar destaque à sua conta na rede?! 😉 O Instagram é uma rede social que não para de crescer. Se olharmos o número de empresas que fazem uso dele, ficamos impressionados: atualmente, cerca de 70% das organizações americanas estão lá.  Se compararmos […]

Continue a ler

5 dicas para sua empresa migrar para o digital

31 de março de 2020

Nathanna Alves

Confira as nossas dicas para o seu negócio ter presença no ambiente digital

Em tempos de crise, como está atuando a sua empresa? É possível manter a produtividade sem depender de um espaço físico; chegou a hora de migrar para o ambiente digital 😎 Confira nossas dicas para alinhar seu negócio às novas tendências do mercado 🤩 Bill Gates, fundador da Microsoft, nos disse: “Em alguns anos vão […]

Continue a ler

Coronavírus: Saiba tudo sobre transmissão, tratamento e formas de prevenção

18 de março de 2020

Nathanna Alves

Saiba mais sobre o novo coronavírus

O Coronavírus atingiu o status de pandemia. São mais de 200 mil pessoas infectadas e 8 mil mortes, em cerca de 164 países. Saiba mais sobre o vírus, como se proteger e o tratamento adequado. Segundo o Ministério da Saúde, o Coronavírus é uma família de vírus que causa infecções respiratórias. O novo agente do […]

Continue a ler

Google Ads funciona? 10 dicas para criar um bom anúncio

10 de fevereiro de 2020

Nathanna Alves

estratégias de marketing digital para ecommerce

Links patrocinados no Google trazem mais visibilidade para a sua empresa e podem aumentar o faturamento. Conheça mais sobre a plataforma e veja as nossas dicas para anunciar!  O Google Ads é a maior plataforma de mídia paga da internet. Atualmente, é a principal fonte de receita do Google: de acordo com os dados divulgados […]

Continue a ler

5 ferramentas de gestão para redes sociais

23 de janeiro de 2020

Nathanna Alves

Conheça 5 ferramentas de gestão de redes sociais para alavancar seus resultados.

Precisa de ajuda com a gestão das redes sociais? 🤔 Separamos 5 ferramentas que ajudam a alcançar melhores resultados e criam um relacionamento com o seu público. Falamos aqui sobre estratégias para aumentar as visitas do seu site. Mas, como estão as suas redes sociais? Ter um perfil no Instagram ou uma página no Facebook […]

Continue a ler

Mapa da Empatia: É hora de se colocar no lugar do cliente

12 de janeiro de 2020

Nathanna Alves

você sabe como utilizar o mapa da empatia? Aprenda a se colocar no lugar do cliente.

Você conhece bem o seu cliente? Suas dores e necessidades? Conheça o mapa da empatia e aprenda como usá-lo para encontrar essas e outras respostas. Empatia significa se colocar no lugar do outro. Significa sentir o que outra pessoa está sentindo ou entender o que ela está pensando. O Mapa da Empatia foi criado pela […]

Continue a ler

Como funciona uma agência digital?

17 de dezembro de 2019

Nathanna Alves

Entenda como funciona uma agência digital e saiba como contratar uma

O marketing digital é uma peça chave para o desenvolvimento de qualquer empresa em 2020. Mas, você sabe como funciona uma agência digital e quais são serviços são oferecidos? A gente explica! O Brasil é o país da América Latina com maior investimento em marketing digital – são 24,4% do total de mídia, contra 43,5% […]

Continue a ler

Metodologias Ágeis: Scrum, Sprint e Kanban

4 de dezembro de 2019

Nathanna Alves

Metodologias ágeis. Conheça os métodos de gestão e planejamento para alavancar resultados na empresa.

Gestão e Planejamento! Conheça as metodologias ágeis que auxiliam na organização dos projetos, priorizando tarefas e entregam melhores resultados. Segundo o site Cultura Ágil, os métodos ágeis – ou metodologias ágeis – são uma alternativa à gestão tradicional de projetos, que nasceram nos braços do desenvolvimento de software, mas hoje podem ser aplicados a qualquer […]

Continue a ler

SPA (Single Page Application): A revolução do front-end design

21 de novembro de 2019

Nathanna Alves

Saiba mais sobre SPA - Single Page Application

O front-end design tem avançado muito nos últimos anos. O SPA é a prova concreta disso! Saiba mais sobre a aplicação de página única, construída basicamente com HTML, CSS e Javascript. Segundo o blog Chief of Design, o Front-End designer é o profissional que cuida da codificação que tornará possível que a interface gráfica seja […]

Continue a ler

Planejamento 2020: 4 tendências para o marketing digital

5 de novembro de 2019

Nathanna Alves

Conheça 4 tendências para o marketing digital em 2020

Faltam menos de 60 dias para nos despedirmos de 2019! Nessa época, é fundamental que você se organize para o ano que vem. Confira nossas apostas para o próximo ano. Não é nenhuma novidade que o marketing digital é essencial para qualquer empresa. Essa estratégia, caracterizada por ações de comunicação por meios digitais, saiu do […]

Continue a ler

Chatbot – O que é? E como usar?

28 de outubro de 2019

Natalia Figueiredo

Chatbots como fazer?

O Chatbot foi indicado como tendência para 2019 e 2020 por profissionais de marketing digital, cerca de 80% das empresas já planejam implantar algum tipo de automatização em respostas até 2020. Mas como identificar o programa? Em suma, chatbots apresentam diálogos pré-definidos entre o usuário e um “robô”. Automatizando tarefas repetitivas e burocráticas que seriam exercidas por alguém. […]

Continue a ler

Outubro Rosa – Um alerta para o câncer de mama

14 de outubro de 2019

Nathanna Alves

Outubro Rosa - um alerta para a prevenção e detecção do câncer de mama. Uma campanha do INCA e do Ministério da Saúde

É possível prevenir o câncer de mama! Falar abertamente sobre o assunto e esclarecer os principais pontos sobre ele é o objetivo do Outubro Rosa. Conheça mais sobre a campanha e como apoiá-la. Segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), o câncer de mama é o segundo tipo que mais acomete brasileiras, representando em torno […]

Continue a ler

LGPD – O que é? E o que muda com a nova Lei de Proteção dos dados?

24 de setembro de 2019

Natalia Figueiredo

LGPD - Saiba o que muda com a nova Lei de Proteção dos Dados

Veja os cuidados que você precisa tomar para não ser penalizado pela LGPD Simples ações do dia a dia, hoje, são completamente impossíveis de serem realizadas sem a liberação de informações pessoais como e-mail, cpf, senhas, número do cartão de crédito ou celular. A LGPD define como as empresas deverão tratar esses dados, impactando diretamente […]

Continue a ler

10 estratégias para aumentar as visitas do seu site

11 de setembro de 2019

Nathanna Alves

Confira 10 estratégias para aumentar o tráfego da sua página

Saiba agora mesmo como aumentar o tráfego do seu site, atrair mais visitantes e, consequentemente, conseguir bons resultados para a sua empresa. Atrair mais visitantes para o seu site ou blog parece um desafio? Talvez você só precise melhorar a visão de quem são esses visitantes que estão chegando e qual público precisa atrair mais. […]

Continue a ler

Você sabe o que são Progressive web apps ou PWA?

1 de agosto de 2019

Natalia Figueiredo

Uma dúvida muito comum entre os usuários é a necessidade de ter ou não um aplicativo. Mas a pergunta é: Quantos aplicativos você usa por dia? Ou baixa por mês? Provavelmente, poucos. Certo? Há limitações de espaço no celular, qualidade na conexão, divulgação e atualizações. Por isso, uma solução é mesclar os benefícios da plataforma […]

Continue a ler

Branding, a importância de não ser apenas “um logo”

17 de abril de 2017

outlab

Branding, a importância de não ser apenas “um logo”

Você sabe o que é branding e como isso influencia na imagem da sua marca? O que diferencia você dos seus concorrentes? Como ser lembrado pelo consumidor na hora da compra? Muito provavelmente você sabe da importância de se ter um logo. É algo que define a sua marca e te destaca da concorrência. O […]

Continue a ler

É hora de se mexer e criar algo

8 de março de 2017

outlab

É hora de se mexer e criar algo

Dificilmente você conseguirá ser qualquer coisa que queira na vida, a não ser que se esforce bastante. De uma maneira bastante realista, é muito difícil que os seus mais profundos desejos aconteçam de maneira fácil. Algumas trapalhadas simplesmente acontecem e nem todo mundo vai te tratar como um rei. Vamos apenas lidar com isso. Mas ainda podemos […]

Continue a ler

Não esqueça: Quem não é visto, não é lembrado

17 de novembro de 2016

outlab

Não esqueça: Quem não é visto, não é lembrado

Facebook, Twitter, Youtube, Instagram, Tumblr e LinkedIn. O brasileiro gasta cerca de 650 horas por mês só navegando em redes sociais, 290h a mais do que em portais de notícias. As redes socais alcançaram 78% do total de usuários no Brasil. E onde sua empresa estava em todos esses minutos? A internet oferece cada vez […]

Continue a ler

Contato

Precisa de um projeto assim? Fale com a gente.

Solicite seu orçamento
Voltar ao topo